Proteção de dados: seu colete salva-vidas

Perda de dados podem deixar o seu negócio em maus lençóis. Por isso é essencial ter uma boa solução de proteção de dados.

Perda de dados podem deixar o seu negócio em maus lençóis. Por isso é essencial ter uma boa solução de proteção de dados.


Imagine a imagem do caos quando, ao saber que houve um incidente na sua empresa, algum equipamento importante de armazenamento foi danificado e você sofreu uma grave perda de dados. Agora você está prestes a descobrir se sua estratégia de proteção de dados realmente funciona.

Há uma quantidade espantosa de incidentes graves acontecendo todo o tempo, causando perdas de dados importantes. Eu mesmo presenciei alguns deles e sem um bom plano, os negócios seriam fortemente impactados até mesmo com danos irrecuperáveis.

Um bom plano de proteção de dados irá permitir que a empresa supere o incidente e continue rodando com o mínimo de interrupção e nenhum dado perdido.


TIPOS DE INCIDENTES

Os incidentes que ameaçam seus dados podem vir em vários formatos:

  • Invasão por hackers
  • Sequestro de dados (ransonware)
  • Vírus
  • Desastres naturais
  • Problemas elétricos (picos, surtos de energia)
  • Erros humanos
  • Falhas em equipamentos

Esses eventos variam em intensidade e escala e a depender de como ele acontece pode tanto ser tão simples como reiniciar um serviço ou tão sério quanto fechar o seu negócio.

Não quero dar uma de Forrest Gump, mas gosto de histórias. Vou contar apenas uma agora. Essa história aconteceu comigo mesmo. Em um fim de ano, por volta de 22 ou 23 de dezembro recebi uma ligação de um amigo me pedindo ajuda, dizendo que o seu ERP estava dando uns erros esquisitos. O que não fazemos por uma boa amizade, não?

Forrest Gump
Forrest Gump

Eu estava em viagem para visitar meus pais, arrumei um notebook por lá e fiz uma conexão remota nesse servidor dele. Após olhar uns logs de erro aqui e ali constatei algo que me deu “aquele” frio na barriga: o banco de dados do sistema ERP da empresa não conseguia gravar nada em disco. Para aumentar o desafio, não havia qualquer backup ou redundância e o sistema já rodava ali há alguns meses. Ao ir mais fundo vi que havia um problema sério no seu único disco. Com muito cuidado consegui parar o serviço e fazer cópia de dados, após várias tentativas. Após restabelecer o serviço em um outro servidor, reiniciei a máquina problemática e sabe o que houve? Não deu boot. O disco não funcionou mais. Estivemos a “um fio” de perder tudo. O que acontece se a gente perde todos os dados do sistema ERP e não tem backup? (pergunta retórica). Não preciso dizer o quanto eu recomendei ao meu amigo que adotasse imediatamente uma boa solução de proteção de dados não é?

SE PREPARANDO PARA O PIOR

Existe um ditado chinês que diz “Espere o melhor, prepare-se para o pior, aceite o que vier”. Não torcemos para que nossos ambientes parem, vírus invadam os computadores, equipamentos torrem em um pico de energia nem nossos escritórios sejam alagados (confira a história do alagamento por uma máquina de café espresso). Pode acontecer? Claro! A questão é se você estará preparado quando acontecer. Nos meus mais de 20 anos de estrada aprendi que se você quer manter seu servidor seguro tire o cabo de rede e o do força, caso contrário “aceite o que vier”. Então algumas precauções devem ser tomadas:

  • Mantenha os updates em dia. Básico mas várias vulnerabilidades ou erros de software ocorrem pelo simples fato de seus sistemas não estarem atualizados. Até mesmo quando você precisa de um suporte, uma das primeiras coisas a serem checadas é se os updates estão em dia.
  • Siga uma boa metodologia. Diversos frameworks como ITIL, COBIT, NIST e tantos outros fornecem procedimentos testados e maduros para você implentar em seu ambiente. Não resolva arrumar as coisas de acordo com a sua cabeça. Mesmo que você seja um gênio, há grandes de deixar grandes brechas abertas em seu ambiente.
  • Seja o mais redundante possível. Evite ter algum serviço, equipamento, informação, ser humano que, sozinho, seja responsável por parar o ambiente. Como exemplo, um só servidor que rode o banco de dados, ou apenas uma pessoa que sabe tudo do ambiente porque, na falta desse “recurso”, seu ambiente irá parar, às vezes por tempo indeterminado.
  • Adote práticas de auditoria. Os backups estão realmente funcionando? Quando foi a última vez que você efetivamente restaurou um backup? Ok, não precisa responder…
  • Mantenha seus contratos de suporte vigentes. Se você tem um serviço crítico rodando, por exemplo, em um servidor com Oracle, precisa ter o contrato do equipamento e do banco Oracle ativos. Caso contrário, poderá ter grandes problemas se a única fonte dele queimar ou seu banco apresentar o temível erro interno ORA-600…
  • Mantenha cópia dos seus dados (chame do que preferir: clone, replicação, backups, HD portátil que voce leva pra casa, o que for) fora do seu ambiente principal.

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO, NÓS PODEMOS AJUDAR

Homem relaxando na cadeira de balanço
Light photo created by freepik – www.freepik.com

Hoje em dia os negócios em geral estão muito pressionados. Performances cada vez mais altas são exigidas. Orçamentos cada vez mais expremidos, competição globalizada, aquisições em massa por grandes grupos econômicos que centralizams as operações para obter ganhos em escala.

Se seu ambiente de TI é muito oneroso ou se torna muito complexo a alta gerência pode fazer “aquela” pergunta: “isso não pode ser terceirizado”? Nós podemos te ajudar com isso. Podemos cuidar do seu ambiente a quatro mãos. Você mantém o controle do seu ambiente e nós cuidamos da camada operacional e vamos te oferecer uma solução de proteção de dados de altíssima qualidade a um custo menor do que você mantendo tudo internalizado. Como? Vinte anos de experiência, equipe multi-disciplinar e economia de escala. Fazemos isso há muito tempo e temos uma ótima equipe que opera 24×7 protegendo muitos terabytes de dados diariamente.

Conheça nosso serviço sem compromisso e saia dessa zona de pressão e risco constante.

Edmar Sampaio
Compartilhe: